Pgina Principal
O Elogio dos Clubes
04-Sep-2007
Os Clubes são, por definição, unidades aglutinadoras de pessoas com interesses semelhantes. Nascem normalmente por geração espontânea quando um grupo (mais ou menos reduzido) de pessoas identifica uma qualquer paixão comum. Em seguida tomam a seu cargo a iniciativa de defender e divulgar por todos os meios ao seu alcance o alvo dessa mesma paixão. Constituem-se inicialmente em torno de um bairro ou de uma modalidade desportiva ou de ambos (os moradores do bairro que gostam daquela modalidade).

 

Os Clubes têm uma particularidade extremamente curiosa. Que se saiba foi identificada pela primeira vez por Luís Vaz de Camões aplicada a circunstâncias ligeiramente diferentes mas perfeitamente actuais: “Transforma-se o amador na cousa amada”... Nos Clubes a bandeira em torno da qual se defendia uma paixão, torna-se ela própria no alvo da paixão dos sócios e adeptos. A paixão original não esmoreceu, apenas foi canalizada para o clube que se encarregará de a distribuir pelas várias actividades que entretanto começam a aparecer.

 

Os Clubes têm também alguma tendência para criar regras próprias e estatutos (por vezes bastante restritivos e complicados), porque os seus sócios não se revêem nas leis comuns da sociedade. Até faz algum sentido, já que as sociedades ditas desenvolvidas tendem a ser casa vez mais igualitárias e os clubes, por definição, baseiam-se nas diferenças… A este propósito, vale a pena recordar a história do Stratford Club de Londres fundado antes de 1815 e que em 1825 se viu numa situação insólita. Um dos seus membros era uma pessoa execrável cujo comportamento incomodava de sobremaneira os restantes sócios e os estatutos do clube não permitiam a expulsão de sócios de pleno direito… A solução encontrada foi a extinção do clube, e a criação simultânea de um outro, o Portland Club, para o qual se transferiu todo o património e todos os sócios… menos um! A título de curiosidade diga-se que o Portland ainda existe, e é o clube onde se joga bridge mais antigo do Mundo sendo o único com lugar no Comité de Leis do Bridge.

 

Os Clubes precisam de mais sócios porque só crescendo conseguem sobreviver. Precisa também de se rejuvenescer. Mais sócios que normalmente trazem outras paixões, objectivos e modalidades. Como em todos os organismos de sucesso na natureza, a diversidade aumenta as hipóteses de sobrevivência.

 

Os Clubes tornaram-se multidisciplinares, maiores, mais fortes e assumem cada vez mais um papel importante nas sociedades modernas. Se o acesso básico ao Desporto deve ser garantido pelo Estado, já especialização e o aproveitamento dos verdadeiros talentos que vão aparecendo pelas Escolas carece de oportunidades. Porque cada clube se dedica mais a algumas modalidades do que a outras, alguns clubes conseguem dinamizar e aprofundar algumas modalidades a um ponto que de outro modo seria impossível atingir. É através dos Clubes que o Estado pode e deve apoiar os mais talentosos, mas também aqueles que fora das escolas desejam exercer o seu direito à prática desportiva.

 

 

O Club Sports Madeira é um destes. É o Clube mais antigo do Funchal e um dos que há mais tempo no país cumpre todos os objectivos que um clube deve ter. É também o clube mais antigo do país onde se joga regularmente o Bridge, um dos mais antigos clubes federados nesta modalidade, e um dos maiores em termos de número de filiados e de praticantes regulares.

 

 

Há cerca de quatro semanas a Sede do Club Sports Madeira foi completamente destruída por um incêndio. Os registos e os arquivos de quase 100 anos de história foram devorados pelas chamas em poucos minutos… Mas a História e a Glória de um Clube não ardem assim!

 

 

Os Clubes são tão fortes e tão grandes quanto grande for a força de vontade dos seus sócios e dirigentes em fazer do Mundo um sítio mais agradável para se viver. O Club Sports Madeira tem demonstrado ao longo do último mês, quão grande e forte é! A Sede faz falta? Claro que sim! Mas a Sede não é o Clube. A rapidez com que se encontraram soluções alternativas para este período transitório permitem encarar o futuro com algum optimismo… Espera-se que sejam igualmente breves as obras de recuperação da sede, para que continue a cumprir os seus objectivos de fazer activamente parte de uma comunidade com mais desporto, com mais amigos, com mais saúde, com mais paixão, com mais boa disposição, com mais sócios, com mais… Madeira!

 

A sede do Club Sports Madeira ardeu… O Clube não… Viva o Sports Madeira!

 

 

José Júlio Curado